Assassinos fingem alugar imóvel pra conseguir matar morador do mesmo terreno

Até o fechamento desta reportagem, os criminosos não haviam sido localizados

A Polícia Civil de Pinhais, na Grande Curitiba, acredita que a morte de um jovem morador, que foi executado a tiros dentro da própria casa, na noite desta quarta-feira (14), tenha sido um crime que já vinha sendo premeditado nos mínimos detalhes. A suspeita é de que os bandidos fingiram interesse em alugar um imóvel, no mesmo terreno da vítima, pra conseguir se aproximar pra cometer o assassinato.

De acordo com a Polícia Militar (PM), dois homens e uma mulher passaram alguns dias negociando com a proprietária, mas nesta quarta eles foram até o imóvel, que fica no bairro Maria Antonieta, e, no momento em que tiveram o acesso liberado, os assassinos foram direto na casa do jovem de 25 anos e abriram fogo. O trio ainda desferiu facadas contra o morador e fugiu em seguida.

(Foto: Reprodução/Rede Massa)

O tenente Maietini, da PM, relatou que o grupo foi com o intuito de cometer o crime e não pagar o aluguel. “Um pessoal veio visitar uma outra casa nos fundos confirmando que gostariam de alugar o imóvel. Chegaram a mostrar dinheiro para a dona da casa, confirmando que pagariam o aluguel, mas acreditamos que já tivessem a intenção de matar o rapaz”, disse.

Até o fechamento desta reportagem, os criminosos não haviam sido localizados. A Delegacia de Pinhais investiga o assassinato.