Audiência sobre transporte coletivo em Ponta Grossa termina sem acordo

O Sindicato de Motoristas e Trocadores não se manifestou sobre possível paralisação

A audiência entre o Sindicato de Motoristas e Trocadores de Ponta Grossa e a Viação Campos Gerais, nesta terça-feira (09), terminou sem acordo. Os representantes dos trabalhadores e da concessionária discutiram o parcelamento de salários: a empresa alega crise nas finanças e que tem pagado a remuneração dos colaboradores em duas parcelas, mas a categoria cobra o pagamento integral e mantém o estado de greve, para caso de novos atrasos nos pagamentos.

Apesar de não haver acordo e do indicativo de greve, o Sindicato não se manifestou sobre possíveis paralisações. Uma nova audiência foi marcada pela Justiça do Trabalho para o dia 23 de fevereiro, às 17h.

Paralelo à discussão sobre os salários, a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte estuda o pedido de reajuste da tarifa do transporte coletivo, que teve o último aumento em 2019 e custa R$ 4,30 atualmente.

Veja mais detalhes na reportagem completa do Tribuna da Massa Ponta Grossa desta quarta-feira (10):