Autor de chacina em igreja é condenado a mais de 50 anos de prisão

O homem que cometeu uma chacina em uma igreja de Paracatu, em Minas Gerais, foi condenado a 54 anos e oito meses de prisão. Rudson Aragão Guimarães cumprirá pena por feminicídio da namorada e homicídio de duas mulheres e um idoso, pai do pastor da igreja evangélica que invadiu. 

O crime foi cometido em maio de 2019. O criminoso esfaqueou e matou, com um canivete, Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos, com quem tinha um relacionamento. Depois, invadiu uma Igreja Batista e atirou contra as outras vítimas. Rudson era ex-militar das Forças Armadas. 

A chacina foi motivada por vingança, já que o pastor do local religioso tirou Rudson de uma função. O religioso seria o alvo e conseguiu fugir. No dia do ataque, cerca de 20 pessoas estavam na igreja. 

Informações SBT News