BC inglês deve reagir a riscos ao crescimento econômico, diz Haskel

LONDRES (Reuters) – O banco central britânico deve se posicionar “fortemente contra” os riscos negativos para a recuperação econômica da pandemia de Covid-19 e estar pronto para afrouxar ainda mais a política monetária, se necessário, disse nesta sexta-feira Jonathan Haskel, autoridade do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês).

Os bancos comerciais devem seguir as orientações do BoE para se certificar de que estão prontos para implementar taxas de juros negativas, embora o banco central ainda não saiba se elas serão necessárias ainda neste ano, acrescentou Haskel.

“As considerações de gestão de risco ditam que a política monetária deve ir fortemente contra os riscos negativos para o panorama e continuo aberto à possibilidade de que a economia possa precisar de mais apoio para devolver a inflação à meta de forma sustentável”, disse Haskel em evento online.

O banco central do Reino Unido cortou em março passado os juros para uma mínima recorde de 0,1%, logo no início da pandemia, e segue comprando títulos, depois de ter aumentado o volume total de seu programa de aquisições de bônus em 150 bilhões de libras em novembro passado.

(Por David Milliken e Andy Bruce)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH240ZY-VIEWIMAGE