Câmara de Vereadores aprova Auxílio Maringá Emergencial

Nesta terça-feira (30) a Câmara de Vereadores de Maringá aprovou o Auxílio Maringá Emergencial, que vai destinar R$ 600 para as pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia do coronavírus. 

O benefício, aprovado com 14 votos, será pago em três parcelas mensais sucessivas de R$ 200. “É um auxílio que vai ajudar as famílias e aumentar o consumo, beneficiando também o comércio de nossa cidade”, diz o prefeito Ulisses Maia.

O projeto de lei número 2048/2021 foi aprovado em primeira votação. Antes de ser sancionado pelo prefeito, o projeto vai passar por mais duas votações. Poderá receber o auxílio somente uma pessoa por núcleo familiar. Maringá tem 9.287 famílias em situação de vulnerabilidade social, registradas no Cadastro Único do Governo Federal. 

Em breve, a Secretaria de Assistência Social (Sasc) fará o cadastro das pessoas interessadas. Entre os aptos a receberem, estão as famílias cadastradas no programa Bolsa Família e no Cadastro Único do Governo Federal, famílias de vendedores ambulantes do comércio informal, com renda mensal per capita de meio salario mínimo. 

Projetos emergenciais

Esse é o quarto projeto do pacote emergencial, criado pela Prefeitura de Maringá, para a ajudar a população durante a pandemia do coronavírus.

Também foram aprovados, em segunda discussão, os projetos 2046/2021 sobre benefício de R$ 1 mil (em duas parcelas de R$ 500) para profissionais do setor de eventos; o 2.047/2021 sobre adiamento por 180 dias do pagamento de taxas e impostos; e o 15.860/2021 sobre crédito adicional especial de R$ 1 milhão para a Secretaria Municipal de Trabalho e Renda para pagamento do benefício para o setor de eventos. 

Informações da Assessoria da Prefeitura de Maringá