Câmara recebe novo pedido para cassação de relator de CPI

A Câmara Municipal de Ponta Grossa recebeu, na tarde de ontem, um novo pedido de cassação do mandato do vereador preso na Operação Saturno. O relator da comissão especial de inquérito do Estar Digital tomou posse do mandato mesmo com tornozeleira eletrônica, ele cumpre prisão domiciliar e foi denunciado por corrupção passiva. 

O vereador é acusado de ter vendido o relatório da CPI à empresa do Estar Digital, que deveria ser investigada pela comissão. No ano passado, uma comissão para cassar o mandato dele chegou a ser formada, mas como acabou a legislatura em dezembro, o processo começa do zero. O novo pedido foi feito pelo presidente municipal do PRTB, partido pelo qual o relator foi reeleito.  O processo deve entrar em discussão neste mês, com o retorno das sessões.

Veja mais informações sobre este e outros casos, assista a edição completa do Tribuna da Massa Ponta Grossa desta segunda-feira (01):