Carro abandonado com placas do México está estacionado do aeroporto de Foz há dois anos

Ao todo, o dono do veículo que ainda não foi identificado, deve mais de seis mil reais em diárias para o estacionamento do aeroporto

O carro é o único estacionado no aeroporto internacional de Foz do Iguaçu. Os pneus já estão parcialmente murchos e o veículo está exposto ao tempo e parado há pouco mais de dois anos no local. Foi com a queda do movimento no estacionamento do aeroporto que os funcionários perceberam o carro parado no meio do nada.

O motorista procurou estacionar na vaga em dezembro de 2019 e desde então não voltou mais. O carro está a mais de seis mil quilômetros da cidade do México, onde foi emplacado. Ele ocupa uma das 192 vagas de uma parte do estacionamento. A diária do estacionamento é de R$14,80 e a dívida já alcança seis mil e seiscentos reais.

Os funcionários do estacionamento não sabem qual o destino que o dono do carro tomou. Por ter placas estrangeiras não se tem informações precisas sobre a procedência ou se tem envolvimento com processos judiciais. Casos como este já foram registrados em outros aeroportos brasileiros.

Casos de veículos deixados estacionados tanto em área privada como em lugares públicos estão sendo vistos com frequência afirma o advogado Antônio César Portela. Segundo Portela, todo o carro estacionado nestes locais deve ser coberto por seguro.

Para o advogado, a falta de um termo em que há as informações suficientes para identificar o motorista é um problema visto na maioria das vezes, isso dificulta encontrar o dono do carro. Mesmo dentro de um estacionamento, o carro parado fica sob responsabilidade da empresa. Encargo que preocupa empresários que acabam ficando encarregados de amparar os veículos.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Foz do Iguaçu desta terça-feira (30):