Carro esportivo que matou irmãos em acidente estaria a mais de 100 km/h, diz polícia

Os irmãos, que tinham 41 e 46 anos, morreram praticamente na hora.

O veículo Fiat Palio esportivo que furou o sinal vermelho e atingiu o carro de dois irmãos, que voltavam do trabalho, estaria a mais de 100 km/h durante o acidente, segundo a Polícia Civil. A batida aconteceu na noite do último sábado (27), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba.

De acordo com o delegado Thiago Wladyka, os envolvidos na batida foram qualificados. “Só uma perícia pode apurar qual era a velocidade desenvolvida, mas pelas imagens é possível analisar que estava em alta velocidade. Estamos apurando outros fatores”, afirmou.

Um vídeo gravado por uma câmera de segurança flagrou o momento em que os ocupantes do carro esportivo, em alta velocidade, atingem em cheio uma Fiat Strada em que estavam Carlos e Moacir Rybinski. Os irmãos, que tinham 41 e 46 anos, morreram praticamente na hora.

Já os jovens, que estavam no Fiat Palio, sofreram ferimentos graves e foram socorridos ao Hospital do Trabalhador, em Curitiba. Testemunhas relataram à polícia que o grupo estaria disputando um racha na Avenida Archelau de Almeida Torres, quando provocou o acidente.

Veja mais detalhes na matéria completa do Primeiro Impacto Curitiba desta terça-feira (2):