Cataratas do Iguaçu recebe mais um título de e é motivo de orgulho para todo o país

As Cataratas do Iguaçu receberam mais um título: a de beleza extraordinária do planeta. A expressão foi o resultado de uma pesquisa de um respeitado site de viagens

Por lá mais de um milhão de visitantes passam anualmente após bater o recorde com mais de dois milhões de visitantes em 2019 o parque registrou queda no número de visitas no ano passado por causa da pandemia de COVID-19. Em 2020, 658 mil visitantes passaram pelo atrativo.

Visitas que chegaram a ser suspensas por causa da pandemia, mas o parque reabriu em agosto do ano passado com todas as medidas de prevenção ao novo Coronavírus, por conta disso, a direção do parque adotou um protocolo sanitário e o número de visitantes ficou limitado a 525 pessoas por hora dentro da unidade.

Além da diminuição no número de visitantes, o ano passado registrou ainda uma forte estiagem que provocou redução no nível do Rio Iguaçu onde ficam as quedas, uma das mais conhecidas do mundo. Em dezembro, a redução no volume de água foi provocada pela seca vivida no estado, a mais drástica em 80 anos. Mas em janeiro o cenário mudou, só em Foz do Iguaçu, choveu mais que o dobro da média.

A visão deslumbrante das cataratas também pode ser contemplada ao final de uma caminhada. O parque nacional do Iguaçu preserva a abundante selva subtropical que rodeia as cataratas. São mais de duas mil espécies de plantas e quase quatrocentas espécies de aves que habitam a unidade. Para quem quer ter o contato direto com a natureza, uma trilha com mil e duzentos metros abre o caminho pela margem do Rio Iguaçu.

Para qualquer ponto que olhe, a paisagem verde também é moradia para centenas de animais silvestres. Segundo o ICM BIO, responsável pela administração do parque, entre os animais hoje são cerca de 158 espécies de mamíferos e 48 de répteis. Há ainda peixes, insetos e moluscos, novas espécies ainda estão sendo descobertos pelos pesquisadores.

São tantas as belezas que compõem o parque nacional do Iguaçu, um santuário intacto fascinante e inspirador que faz pensar que essas maravilhas estão aqui muito antes da chegada do ser humano.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Foz do Iguaçu desta sexta-feira (26):