Comerciante é absolvido por atirar em suspeito de roubo

O farmacêutico e empresário Edelmo Teixeira, de 40 anos, foi absolvido pela Justiça após reagir a um assalto na farmácia dele e balear um suspeito de roubo em Marialva, em julho de 2019. A sentença saiu na última semana.

O comerciante chegou a entregar o dinheiro para o suspeito que estava armado com uma faca, mas quando ele tentou fugir foi surpreendido pelos tiros.

Teixeira foi indiciado na época pela Polícia Civil por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Uma câmera de segurança registrou o momento em que o comerciante saiu correndo na calçada atirando contra o suspeito, que ficou ferido.

O suspeito se recuperou, mas não foi preso. No entanto, ele responde ao processo por roubo. De acordo com o advogado de defesa do farmacêutico, Alan Reis, a justiça entendeu que o comerciante agiu em legítima defesa e em defesa do patrimônio dele.

“Na época o delegado o indiciou por tentativa de homicídio. O delegado entendeu que houve um excesso por parte do Edelmo. Só que o promotor da área processual entendeu que seria lesão corporal. Por isso ele foi denunciado por lesão corporal e posse ilegal de arma de fogo. O juiz entendeu que ele estava se defendendo e defendendo o patrimônio dele e, por isso, ele foi absolvido da lesão corporal. Com relação a arma o processo foi arquivado já que ele não tinha nenhum antecedente criminal”, disse o advogado.

O empresário, na época, reagiu por estar cansado de ser assaltado. Ele disse à polícia, em 2019, que era a terceira vez que a farmácia era alvo de ladrões. O farmacêutico é muito conhecido em Marialva e continua com o comércio na área central da cidade.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem do Maringá Urgente desta quarta-feira (17):