“Compromissos atuais não acompanham metas florestais”, alerta ONU

A Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que os compromissos atuais não acompanham as metas de preservação florestal. Segundo a entidade, a diminuição do desmatamento é primordial para conter o aumento da temperatura global em 1,5ºC até 2030, conforme estipulado no Acordo de Paris.

Atualmente, os compromissos públicos e privados de investir nas reduções de emissões são apenas 24% da meta do marco. Destes, cerca de metade foram concretizados por meio de acordos de redução de emissões assinados, enquanto nenhum dos financiamentos para os compromissos ainda foi desembolsado.

“Não há Acordo de Paris sem florestas. A janela está se fechando e precisamos urgentemente ampliar a ação e as finanças para a mitigação baseada na floresta para alcançar o marco de 2025 e evitar mudanças climáticas catastróficas”, diz Susan Gardner, diretora da Divisão de Ecossistemas do Programa da ONU para o Meio Ambiente.

Ela alerta que o aumento da temperatura global, se não controlada, pode resultar no aumento do preço dos alimentos devido a maiores períodos de seca, agravando, consequentemente, a insegurança alimentar. Outros desastres naturais, como inundações, também podem ocorrer, além do avanço no derretimento de geleiras.

“As soluções baseadas em florestas fornecem um potencial de mitigação anual crucial de cerca de 4 gigatoneladas de CO2 até 2030. Ações para deter a perda e a degradação florestal, juntamente com o manejo, conservação e restauração florestal sustentáveis, podem proporcionar uma mitigação climática econômica para 27% da solução para ajudar a evitar a catástrofe climática”, explica a ONU.

Informações SBT News