Consórcios ou empresas têm até 12 de fevereiro para apresentar propostas ambientais da Ponte de Guaratuba

Na próxima sexta-feira, (12) o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) abrirá as propostas dos estudos ambientais e preliminares de engenharia da implantação da Ponte de Guaratuba e seus acessos, no Litoral. O investimento estimado é de cerca de R$ 4,8 milhões e será realizado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), dentro do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná.

Os consórcios ou empresas interessados, têm até o dia 12 de fevereiro para entregar as propostas. A abertura dos envelopes será no mesmo dia, às 16 horas, no auditório do 1º andar da sede do DER-PR em Curitiba, com transmissão ao vivo pela internet.

Foi realizado um adiamento no prazo, já que a abertura anterior estava marcada para o dia 9 de fevereiro. De acordo com o DER-PR, a extensão do prazo respeita as complexidades da elaboração dos orçamentos de alguns serviços, como as sondagens e investigações no leito do mar. Com isso, as empresas terão mais tempo para moldarem suas propostas de forma mais consistente.

A licitação acontece na modalidade Seleção Baseada na Qualidade e Custo (SBQC), em que a vencedora será selecionada conforme as melhores propostas técnicas e de preço, seguindo os critérios presentes no edital.

Avanços

O edital prevê a elaboração de um Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e consultas preliminares de engenharia, utilizando como base o Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA) da Ponte de Guaratuba, já concluído e aprovado pelo DER-PR.

O prazo previsto para execução é de 420 dias corridos, contados a partir da emissão da Ordem de Serviço. Os resultados do EIA/RIMA serão apresentados em audiência pública após sua conclusão.

Nesta etapa também serão avaliados os parâmetros topográficos, hidrológicos, geológicos, geotécnicos, geométricos, gabaritos, processos executivos, operacionais, de segurança e arquitetônicos para implantação da obra. Também deverá ser indicado o tipo estrutural, comprimento da obra e distribuição dos vãos, seção transversal, sistemas construtivos e tipo de fundação. O objetivo é definir a alternativa mais adequada, o tipo de obra de arte e suas principais características.

Segundo o edital, um dos imperativos é que a obra tenha harmonia com as estruturas vizinhas, integração com o meio ambiente, e formas e revestimentos adequados. O tipo estrutural escolhido deve ser aquele que melhor atenda à interação solo-estrutura e que apresente maiores vantagens, após avaliação técnica e econômica de todas as variáveis envolvidas. 

Ponte de Guaratuba

Entre os motivos para a realização da obra da Ponte de Guaratuba, estão os ganhos para a indústria do turismo, a possibilidade de desenvolvimento econômico, a facilidade de trânsito e integração de serviços entre os municípios de Matinhos e Guaratuba. Atualmente a travessia é feita com o ferry-boat.

Colaboração AEN