Diretor de escola é encontrado carbonizado em porta-malas de carro

A polícia encontrou um corpo carbonizado dentro de um porta-malas de um carro em uma área de descarte de entulho às margens da DF-001, no Distrito Federal. A vítima é um diretor de uma escola de ensino fundamental.

Raphael Monforte, de 36 anos, estava desaparecido desde quarta-feira (7). Ele saiu de casa para comprar figurinhas do álbum da Copa do Mundo para os filhos e não voltou mais. Monforte era diretor do Centro de Ensino Fundamental São Miguel Arcanjo, em São Sebastião.

A carteira e o celular do diretor foram encontrados dentro do carro completamente carbonizado. Uma das linhas de investigação dos agentes apontam que o diretor tenha descoberto um grupo em uma rede social em que os alunos falavam sobre relacionamentos entre eles.

A coordenadora de ensino Luciana Pontes Dias afirmou que o grupo “não tinha nada demais” e que “eles colocam como ‘sigilo’ porque são essas informações de adolescentes, mesmo”. Segundo Luciana, Raphael era “muito querido pelos alunos e pais” e que não há indícios “de crime nesse sentido”.

O caso ainda é um mistério e a Polícia Civil não descarta nenhuma hipótese nessa investigação. A esposa da vítima foi ouvida. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e a estimativa é que os laudos periciais saiam em até 30 dias.

Informações SBT News