Drones “suicidas” atingem Kiev; governo ucraniano contou 3 mortes

Mais uma onda de ataques da Rússia, nesta segunda-feira (17), atingiu a capital da Ucrânia, Kiev. Segundo o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, até agora, foram registradas três mortes.

Autoridades da Ucrânia disseram, ainda, que os ataques russos foram feitos com drones do tipo “kamikaze”. O equipamento teria sido fornecido à Rússia pelo Irã — que nega ter cedido.

O “drone suicida” ou “kamikaze” é operado remotamente, ou seja, não possuem “pilotos” e foram feitos para serem destruídos no ataque, diferentemente do que ocorre com drones tradicionais que voltam ao local de onde decolaram após lançar os mísseis.

Os ataques desta segunda-feira (17) atingiram prédios e provocaram incêndios. A população da capital Kiev precisou se proteger em abrigos.

Em uma postagem no Twitter, Andry Yermark, chefe de gabinete de Volodymyr Zelensky, lamentou os ataques e voltou a pedir ajuda internacional para fortalecer o sistema de defesa ucraniano.

“A capital foi atacada por drones kamikaze. Os russos acham que isso os ajudará, mas essas ações são como uma agonia. Precisamos de mais sistemas de defesa aérea o mais rápido possível. Mais armas para defender o céu e destruir o inimigo”, postou.

Informações SBT News