Em clima de nostalgia, Biden e Casa Branca servem hambúrgueres no 4 de Julho

(Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, marcará o 245º aniversário do país neste domingo com uma celebração tradicional, ansioso por uma recuperação pós-pandemia do coronavírus.

Depois de passar o feriado comprando tortas de cereja em Michigan antes de passar uma noite tranquila na casa de sua família em Delaware, Biden está retornando à Casa Branca para receber cerca de 1 mil pessoas para hambúrgueres e fogos de artifício.

É uma doce dose de nostalgia para um país cansado das restrições e dificuldades geradas pela pandemia do coronavírus, fardos que diminuíram, mas não desapareceram, com a ampla disponibilidade de vacinas.

A pandemia forçou o cancelamento de quase todas as comemorações no ano passado e levou a um evento mais contido de posse do presidente democrata em janeiro. Biden ficou sem as tradicionais festas de gala e a recepção bipartidária enquanto o ex-presidente republicano Donald Trump contestava sua derrota eleitoral.

Sinais de normalidade voltaram aos Estados Unidos, onde as pessoas viajavam e se reuniam sem máscaras, embora Biden tenha ficado um pouco aquém de sua meta de ter 70% dos adultos dos EUA vacinados com pelo menos uma dose neste 4 de Julho. O governo calculou o número em cerca de 67%, já que algumas pessoas resistem a receber injeções.

“Neste domingo, celebraremos nossa independência como nação, bem como nosso progresso contra o vírus”, disse Biden a um grupo de professores na sexta-feira. “Nos próximos dias, temos a chance de fazer outro começo.”

Por Trevor Hunnicutt