Empresário com sinais de embriaguez atropela namorada em Curitiba: “Foi de propósito”

Um empresário de 72 anos foi preso em flagrante após atropelar a namorada em Curitiba. Após o idoso ser solto por pagar fiança, a vítima pede por Justiça.

O caso aconteceu no dia 22 de outubro. O casal, que morava junto há três anos, estava jantando em uma pizzaria quando houve uma discussão. A mulher, identificada como Rosana dos Santos, foi embora do local a pé para evitar mais brigas.

“Ele estava bem alterado de bebida. Daí eu resolvi ir para casa sozinha, mas ele saiu atrás com o carro para me procurar. Eu me escondi atrás de lixeira, árvores, entrei até em estrada de chão […] mas não esperava que ele teria coragem de me atropelar”, conta a mulher.

O empresário seguiu a vítima de carro e, apesar de Rosana ter se escondido, o idoso encontrou a mulher e a atropelou. Após o crime, vizinhos ‘seguraram’ o homem, que foi preso em flagrante.

A vítima tem 44 anos e trabalhava como cobradora. Com o impacto da batida, ela teve duas fraturas na perna, fez duas cirurgias e está em uma cadeira de rodas, sem poder andar.

Rosana afirmou que o atropelamento foi proposital e que quer Justiça: “Eu gostaria que ele assumisse o crime que cometeu comigo”, diz.

O idoso está respondendo em liberdade na Delegacia de Delitos de Trânsito, porém, o advogado da vítima tenta a transferência do caso para a Delegacia da Mulher. A defesa afirma que o atropelamento foi uma tentativa de feminicídio.