Europa inicia análise da vacina contra Covid-19 da Rússia

Por Andrew Osborn e Pushkala Aripaka

MOSCOU (Reuters) – A agência reguladora de medicamentos da Europa disse nesta quinta-feira que começou uma análise da vacina contra Covid-19 Sputnik V desenvolvida pelo Instituto Gamaleya da Rússia visando uma possível aprovação na região, um grande sinal de confiança na vacina.

O comitê de remédios para humanos da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) analisará dados de testes da vacina em andamento até haver dados clínicos para aprovação, disse a entidade.

A Sputnik V é quase 92% eficaz no combate à Covid-19, segundo resultados de testes de estágio avançado analisados pela comunidade científica e publicados no periódico médico The Lancet no mês passado.

A vacina de duas doses usa dois vírus da gripe comuns enfraquecidos para levar proteínas indutoras de imunidade ao corpo humano.

As “análises contínuas” da EMA objetivam acelerar o processo de aprovação de uma vacina bem-sucedida permitindo que os pesquisadores apresentem resultados em tempo real mesmo antes de os dados finais dos testes estarem prontos.

A Rússia espera que vários países europeus aprovem a Sputnik V neste mês, disse o chefe de seu fundo de riqueza soberana.

Atualmente, a Europa tem vacinas aprovadas da Pfizer/BioNTech, da Moderna e da AstraZeneca/Oxford, e análises das candidatas da CureVac e da Novavax já estão acontecendo.

A EMA também deve dar seu veredicto sobre a vacina de dose única da J&J no dia 11 de março.

(Por Pushkala Aripaka em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH230UN-VIEWIMAGE