Fachin decide levar denúncia contra Lira por corrupção ao plenário do STF

Por Ricardo Brito

Presidente da Câmara, Arthur Lira

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu levar denúncia contra o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), por crime de corrupção passiva no âmbito da operação Lava Jato para ser analisada pelo plenário da Corte, em decisão divulgada pelo órgão.

Fachin deu 15 dias para Lira se manifestar sobre a acusação criminal feita pela Procuradoria-Geral da República. Ele é acusado de receber vantagem indevida de cerca 1,5 milhão de reais da Construtora Queiroz Galvão.

No despacho, Fachin disse que a manifestação posterior da PGR, que pediu a rejeição da denúncia por falta de provas, não tem relação com o fato de que o caso tem de ser analisado por órgão colegiado.

Na mesma decisão, o ministro do STF determinou o arquivamento da denúncia contra outros envolvidos, como o presidente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI).

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH211C7-VIEWIMAGE

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa