Gás de cozinha ficará ainda mais caro

O preço do gás de cozinha no ano passado teve uma alta de mais que o dobro da inflação. E o começo de ano já ficou marcado com um novo aumento. Segundo o aplicativo Menor Preço, em Maringá, hoje (13), o botijão está custando 85 reais, sem o reajuste. 

Segundo Sandra Ruiz, presidente do Sinegás, desde 2017 a Petrobras mudou a política de reajustes no GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), assim os reajustes são feitos baseados no preço do barril de petróleo no mercado internacional. Assim, de acordo com ela, as revendedoras e distribuidoras não possuem o controle desses aumentos, mas sim a própria empresa Petrobras. 

Para mais informações, acesse o link: