Grupo que fraudou mais de R$ 50 mil do Auxílio Emergência é alvo da PF

A Polícia Federal realiza, nesta terça-feira (11), a operação Parcela Nordestina, que tem como objetivo desmantelar um grupo responsável por fraudar mais de R$ 50 mil do Auxílio Emergencial. São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e um de afastamento de sigilo bancário nas cidades de Salvador, Maceió e Natal, no Nordeste do país.

Segundo a investigação, que contou com o apoio da Caixa Econômica Federal e da Controladoria-Geral da União, aproximadamente 51 contas do Auxílio Emergencial foram fraudadas por meio do aplicativo Caixa Tem. Os valores foram transferidos para as contas bancárias do grupo e para quitar boletos emitidos pelos próprios suspeitos.

Até o momento, os agentes apuraram um prejuízo de R$ 50 mil aos cofres públicos. O valor, no entanto, pode ser maior, uma vez que foram analisadas apenas as fraudes denunciadas pelas vítimas. “Com o prosseguimento das investigações, será possível determinar o montante exato do desvio, bem como a eventual participação de outras pessoas”, disse a PF.

Os autores das fraudes responderão pelos crimes de furto qualificado mediante fraude, com pena de dois a oito anos de reclusão, e possivelmente ao crime de associação criminosa.

Informações SBT News