Homem mata irmãos para vingar morte de cachorra envenenada

Um homem foi preso acusado de matar dois irmãos a sangue-frio para vingar a morte da cachorra dele, no último sábado (10). O crime, cometido em Paraty (RJ) e supostamente motivado pela vingança, é investigado pela polícia. 

Os agentes creem que o animal comeu, por acidente, o veneno que uma das vítimas colocou no restaurante que era dono para afastar ratos e formigas. Acreditando que os proprietários do estabelecimento envenenaram a cachorra de propósito, o assassino matou os irmãos. 

Foto: Reprodução | Primeiro Impacto

Edimar e Eduardo Ribeiro, de 57 e 53 anos, eram donos do imóvel onde funcionava o restaurante e lá foram mortos. O dono do animal de estimação era vizinho do comércio, entrou armado no local e efetuou os disparos. 

Segundo um funcionário, Paulo Cardoso da Costa Junior anunciou que vingaria a morte da cachorra, efetuando “três ou quatro disparos” em direção a Edimar. O trabalhador e outro colega, que presenciaram a cena, também foram ameaçados, mas se abaixaram. Eduardo foi visto pelo atirador e foi baleado. 

O assassino ainda tentou atirar em uma das filhas da vítima de 53 anos. No restaurante, marcas de tiros nas paredes e no piso permanecem. 

Cardoso estava foragido, mas foi preso em flagrante após depoimentos de testemunhas e parentes dos irmãos assassinados. A polícia encontrou uma pistola 9mm e munição na casa do assassino. A arma é compatível com a usada no crime. O porte era ilegal e a prisão foi convertida em preventiva. 

Segundo os filhos de Eduardo, o pai recebia ameaças que, antes de morrer, teria dito que “não perderia a razão”. Revoltados com a violência, os filhos não conseguem compreender como o pai foi assassinado em um momento que realizava o sonho de ter um restaurante. Agora, ainda lutam para comprovar que a cachorra não foi envenenada propositalmente.  

Informações SBT News