Idosa é levada pro hospital após ser atingida por frutas congeladas durante Marcha Cristã

Uma mulher foi quem atirou os objetos de um apartamento no 13° andar, segundo a PM

O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer uma idosa, de 74 anos, que foi atingida por objetos arremessados de um prédio enquanto participava da “Marcha da Família Cristã Pela Liberdade”, em Curitiba. O caso aconteceu na Avenida Visconde de Guarapuava, no bairro Batel.

Conforme a Polícia Civil, uma mulher, de 53 anos, foi quem atirou os pedaços de fruta congelados de um apartamento no 13° andar. Ela acabou detida e levada pra Central de Flagrantes, onde foi autuada por tentativa de homicídio.

Eva dos Santos estava fazendo parte de uma manifestação contra as medidas restritivas e contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou estados e municípios a impor restrições a celebrações religiosas presenciais, como cultos e missas, em templos e igrejas durante a pandemia de Covid-19. Os protestantes também carregavam faixas de apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Com ferimentos na cabeça, a idosa foi levada para o Hospital Evangélico Mackenzie, onde levou três pontos e recebeu alta para continuar o tratamento em casa. Conforme a família, ela passa bem.

A suspeita de arremessar os objetos pela janela, que seria uma psicóloga, permanece presa à disposição da Justiça.