Idosa morre atropelada por empresário em carro de luxo no Campina do Siqueira

Testemunhas relataram que o motorista tentou fugir após o acidente

O empresário, Cristiano Mosselin, de 45 anos, dono de uma churrascaria famosa em Curitiba, se envolveu em um acidente e matou uma idosa de 74 anos atropelada, na noite desta sexta-feira (16), no bairro Campina do Siqueira. Por se recusar a fazer o teste do bafômetro, o motorista foi preso em flagrante.

O acidente aconteceu Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, por volta das 22 horas. De acordo com a polícia, a idosa estava atravessando quando foi atingida pelo carro do empresário e chegou a ser arremessada por cerca de 20 metros do local da batida. Mesmo com o apoio médico, a vítima não resistiu aos ferimentos.

“Nosso descolamento foi rápido, mas chegando no local a senhora já se encontrava em óbito. Apresenta uma fratura aberta em crânio e inúmeras lesões pelo corpo, que foram incompatíveis com a vida. Ela foi jogada com o impacto”, disse o sargento Batista, do Corpo de Bombeiros.

(Foto: Reprodução/Rede Massa)

Testemunhas que viram a batida relataram que o empresário estava em velocidade e tentou fugir do local do acidente, mas assim que percebeu um motociclista seguindo o veículo, decidiu retornar e aguardar o socorro. “O motoqueiro estava na esquina, tirou foto da placa e, quando ele viu, deu ré e voltou. Ele tentou fugir, certeza.”, disse uma das testemunhas em entrevista à Rede Massa.

Com a chegada do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), o motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhado à delegacia. Cristiano Mosselin, conforme a polícia, não apresentava sinais de embriaguez, prestou esclarecimentos e foi liberado na manhã deste sábado (17).

Vítima

No Instituto Médico-Legal (IML), o corpo da idosa atropelada pelo empresário foi identificado como Helenita Pereira de Jesus dos Santos. Ela trabalhava em uma casa de repouso na região e estaria seguindo para casa, quando o acidente aconteceu.

O velório da idosa acontece na Capela do Parque do Senhor do Bonfim e o sepultamento acontece às 11h deste domingo, no mesmo cemitério.

Investigação

Após o depoimento do motorista, a Polícia Civil abriu um inquérito para apurar as circunstâncias do acidente, localizar testemunhas e analisar imagens de câmeras de segurança que possam colaborar com as investigações.

“Um inquérito policial foi instaurado e as diligências continuam no sentido coletar imagens do sistema de monitoramento do local, localizar eventuais testemunhas e, com esses elementos, a polícia vai poder estabelecer a dinâmica do acidente e descobrir se houve imperícia ou negligência ou parte do motorista”, disse o delegado Edgar Santana da Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba (Dedetran).

(Foto: Reprodução/Rede Massa)