Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
19.1ºC
Massa-News-Logo-Branca.png

Taxas e impostos em atraso podem ser parcelados por contribuinte de Curitiba

Em 2022 foram realizados mais de 141 mil atendimentos e mais de 12 mil parcelamentos da dívida ativa

Redação

Redação

Com colaboração de Prefeitura Municipal de Curitiba

O cidadão curitibano e empresas que tenham dívidas em atraso com a Prefeitura de Curitiba podem buscar o parcelamento para quitá-la e garantir seu nome limpo junto ao Município. Esta opção é válida para o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) o Imposto sobre Serviços (ISS) o Imposto sob e Transmissão de Bens Imóveis Intervivos (ITB) taxas, contribuições de melhoria e multas.

Foto: Hully Paiva/SMCS

Parcelamento pode ser feito pela internet

O parcelamento pode ser feito pela internet, através do site da Prefeitura de Curitiba, a qualquer momento. O contribuinte não precisa esperar o programa de refinanciamento de débitos Refic para fazer o parcelamento.

Parcelamento pode ser feito em até 90 vezes

Depois de parcelar, basta garantir o pagamento em dia, mês a mês, conforme o número de parcelas escolhidas. É possível dividir em até 90 vezes. Com o parcelamento, o contribuinte já garante a certidão positiva com efeitos de negativa junto à Prefeitura de Curitiba.

Cada um dos impostos tem regras específicas e a manutenção do pagamento em dia traz segurança ao cidadão ou à empresa.

“No caso do IPTU, existe o risco de a pessoa perder o imóvel, ainda que seja um bem de família. O IPTU é um tributo delicado, pois o imóvel responde pela dívida e pode chegar a ser leiloado, se o imposto não for pago”, explica o procurador fiscal Paulo Fortes.

Esta medida está prevista no Código Tributário Nacional. Também pode ocorrer a penhora de valores existentes na conta corrente do proprietário.

Se a dívida for de ISS, o risco está nos recursos disponíveis na conta corrente do prestador de serviço. Também pode haver penhora de bens móveis e imóveis. A regra está amparada por norma do Banco Central.

Atendimento presencial

Além da opção pela internet, que é a mais rápida, a Procuradoria-Geral do Município e a Secretaria de Planejamento, Finanças e Orçamento (SMF) mantêm atendimento em 11 locais, de maneira presencial.

Quem preferir o atendimento presencial, tem a opção de marcar pela internet. Uma vez cadastrado, basta escolher a Procuradoria, clicar em Procuradoria Fiscal, Dívida ativa e selecionar o serviço para o qual o contribuinte quer o atendimento. Neste caso, o contribuinte será atendido na sede da PGM, que fica na Avenida João Gualberto, 241, Centro. O serviço funciona das 8h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira, no térreo.

Aqueles que preferem comparecer pessoalmente, sem fazer um agendamento prévio, também têm atendimento garantido, mas por ordem de chegada, na PGM.

O mesmo pode ser feito nas unidades da Secretaria de Finanças nas dez administrações regionais, que ficam nas Ruas da Cidadania. Além do parcelamento, é possível fazer a impressão dos documentos para pagamento.

Balanço de atendimentos de 2022

Segundo levantamento da Secretaria de Finanças e da Procuradoria-Geral do Município, em 2022, as equipes da PGM e das dez regionais fizeram mais de 141 mil atendimentos. Foram emitidos 109 mil documentos de arrecadação municipal (DAM) e houve mais de 12,3 mil parcelamentos da dívida ativa.

Leia também:

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Confira as últimas notícias do Massa News
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia