Inverno trará novos desafios à guerra, diz Ministério da Defesa britânico

O Ministério da Defesa do Reino Unido afirmou, nesta segunda-feira (14), que o inverno trará uma mudança nas condições de conflito na guerra da Ucrânia. Segundo a pasta, além da queda brusca de temperatura, alterações nas horas de luz do dia e eventos climáticos apresentarão “desafios únicos” tanto para soldados russos como para ucranianos.

“A luz do dia será reduzida para menos de nove horas diárias, em comparação com 15-16 no auge do verão. Isso resulta em menos ofensivas e linhas de frente defensivas mais estáticas. A temperatura média cairá de 13ºC, de setembro a novembro, para 0ºC de dezembro a fevereiro. As forças que carecem de roupas e acomodações para o inverno são altamente propensas a sofrer lesões em meio ao frio”, diz o ministério.

A pasta afirmou ainda que as operações de salvamento podem ser reduzidas quase pela metade, enquanto o risco do mau funcionamento das armas pode aumentar. “É provável que o clima em si veja um aumento na precipitação, velocidade do vento e queda de neve. Cada um deles fornecerá desafios adicionais”, ressalta a pasta britânica.

Outro ponto que preocupa as autoridades é a disponibilidade de energia aos moradores ucranianos. Isso porque, desde outubro, tropas russas vem bombardeando infraestruturas elétricas, deixando milhares de pessoas sem luz. Na última semana, por exemplo, Kiev anunciou que está preparando cerca de mil estações de aquecimento movidas a geradores para auxiliar a população durante o inverno.

Informações SBT News