Kit assalto é aprendido pela Policia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu ontem (10) um homem armado com uma pistola. Ele possuía grande quantidade de equipamentos para realizar assaltos, como ‘kit rajada’, ou ‘kit assalto’. Eram mais de 100 munições, carregadores, coletes à prova de balas, balaclavas, roupas camufladas, entre outros.

Por volta das 9h40, policiais rodoviários federais perceberam que um motorista, ao visualizar a equipe, adentrou em uma estrada rural em Terra Roxa, às margens da BR-163, em alta velocidade. Diante da atitude suspeita, os policiais iniciaram uma perseguição com o objetivo de abordá-lo.

Os policiais começaram os procedimentos para abordagem, acionando os sinais sonoros e luminosos da viatura, mas o motorista, além de não parar, continuava a imprimir grande velocidade, fazendo manobras evasivas para tentar fugir dos PRFs.

Em determinado momento, em razão do veículo ficar danificado pelas manobras que realizou, o motorista perdeu o controle do carro e adentrou em uma plantação. Os policiais perceberam que ele desembarcou do carro carregando uma pistola e por isso fizeram as buscas em uma mata fechada com grande cautela.

Os policiais conseguiram localizar o fugitivo e imobilizá-lo.

Junto com o suspeito foram apreendidos: 

– 1 pistola Glock 9mm G17 (em poder do homem)

– 98 munições 9mm

– 30 munições calibre 12

– 1 kit Roni* para pistola Glock com mira telescópica

– 2 carregadores Glock prolongados para 31 munições

– 2 carregadores Glock para 17 munições

– 2 coletes a prova de balas

– 2 capas de colete

– 2 balaclavas

– 3 pares de luvas

– 2 gandolas camufladas

– 2 calças camufladas

– 2 camisas táticas

– 2 pares de botas táticas

– 2 mochilas táticas

Já detido, os policiais descobriram que o suspeito, de 24 anos, morador de Guaíra, já tinha registro criminal por assalto, incluindo uma prisão anterior. Também foi descoberto que ele possuía a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) cassada até o ano de 2026.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem do Maringá Urgente desta quinta-feira (11):