Lira e Pacheco pedem apoio de secretário-geral da ONU para envio de vacinas ao Brasil

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), conversaram por telefone nesta segunda-feira com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, a respeito da pandemia de coronavírus e ações de apoio no fornecimento de vacinas de Covid-19 ao país.

“Conversei hoje, ao telefone, com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, para explicar sobre a grave situação sanitária em que se encontra o país. Falei da necessidade de aumentarmos o fluxo de entrega de vacinas ao país”, disse Lira, em sua conta no Twitter.

Pacheco afirmou, também no Twitter, que expôs “a situação dramática do Brasil” e reforçou “o pedido de ajuda à ONU para o país se tornar prioridade do consórcio internacional Covax Facility para antecipação da entrega das vacinas”.

Além dos presidentes das Casas do Congresso, governadores vão fazer uma teleconferência com a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed, para pedir que a entidade coordene uma ajuda humanitária para o país, segundo a assessoria do governador do Piauí, Wellington Dias (PT).

A ação envolveria ações para a obtenção de vacinas, aquisição de oxigênio, medicamentos e kit intubação no enfrentamento à pandemia.

“O Brasil tantas vezes foi solidário com outros países do mundo em ajudas humanitárias e agora o Brasil, neste Pacto Pela Vida, precisa de ajuda humanitária do mundo, principalmente com mais vacinas, e confiamos na ONU para alcançar esta sensibilidade e resultados para salvar vidas”, disse Dias, via assessoria.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3B1E5-VIEWIMAGE