Milho, soja e trigo recuam em Chicago após altas

Por Tom Polansek

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de milho, soja e trigo negociados em Chicago recuaram nesta segunda-feira, em um revés após ralis desencadeados por preocupações com as ofertas reduzidas das commodities.

Mas os mercados não devem cair com muita força, segundo operadores, por causa da firme demanda da China e da necessidade de grandes safras globais. No milho, as apostas altistas especulativas seguem próximas de máximas históricas.

Há “mais ‘range trading’ pela frente, com espaço limitado para as baixas”, disse Rich Feltes, chefe de insights de mercado da corretora RJ O’Brien.

O contrato futuro mais ativo do milho na bolsa de Chicago fechou em queda de 9,25 centavos de dólar, a 5,3825 dólares por bushel, após avançar para o maior nível desde junho de 2013 no mês passado.

A soja recuou 13 centavos, para 13,9125 dólares o bushel. Na semana passada, o contrato atingiu o mais alto patamar desde junho de 2014. O trigo cedeu 10 centavos, a 6,5025 dólares/bushel.

(Reportagem adicional de Michael Hogan, em Hamburgo, e Naveen Thukral, em Cingapura)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH2027S-VIEWIMAGE