Mulher encontrada morta dentro de guarda-roupa pode ter sido roubada

A informação foi repassada para a Delegacia de Homicídios de Cascavel pela própria família da vítima

Gisele da Costa Santos de 26 anos foi encontrada morta dentro de um guarda-roupa na semana passada. A família da vítima descobriu que Gisele foi até uma cooperativa de créditos na quarta-feira (7) onde ela possuía uma conta salário. Gisele realizou um saque no valor de 1.500 reais.

O autor do crime, um alagoano de 26 anos, no momento da prisão em flagrante estava com mil reais e não soube explicar aos policiais a origem do dinheiro. A família desconfia que o assassino tenha utilizado parte do dinheiro do salário da vítima para comprar o guarda-roupa onde depois escondeu o corpo da jovem.

As informações foram repassadas pela família para a Delegacia de Homicídios de Cascavel. O delegado que preside o caso, irá conduzir as investigações para comprovar que o dinheiro roubado da vítima foi usado no crime.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Foz do Iguaçu e região desta sexta-feira (16):