África registra maior queda em número de casos de covid

A África registrou a maior queda no maior número de casos registrados de covid-19. A quarta onda, impulsionada pela variante Omicron, saiu de 308 mil casos semanais para 20 mil casos registrados na semana que teve fim no dia 10 de abril. Os casos de contágio vem em queda há 16 semanas e em relação ao número de mortes de 8 semanas atrás. E em comparação à semana anterior as quedas nos casos e mortes foi de 29% e 37% respectivamente.

A diminuição no número de mortes e casos de covid-19, fez com que muitos países da África começassem a flexibilizar as medidas de combate a doença, como a redução da obrigatoriedade do uso de máscaras, quarentena e vigilância epidemiológica. No entanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) atlerta que novas variantes podem surgir em virtude da chegada do inverno no Hemisfério Sul, pois ondas anteriores da doença sempre coincidiram com baixas temperaturas.

Para a OMS é necessário manter o sistema de saúde de prontidão, caso uma nova onda apareça, pois assim a situação pode ser controlada de forma mais rápida. Pesquisadores já fizeram estudos para analisar se as sublinhagens da Ômicron BA.1, BA.2 e BA.3 são mais infecciosas. Elas já foram registradas em países da Europa e, até o momento, a diferença epidemiológica não é significativa em relação à outras sublinhagens da variante Ômicron.

Um país está em ressurgência do vírus quando apresenta um aumento de 20% em casos em pelo menos duas semanas seguidas, e que aumento de semana a semana seja de 30% ou maior que o pico de infecções semanais alcançado anteriormente.

Informações de SBT News