Agência da ONU alerta sobre efeitos de covid longa nas Américas

O número de casos de covid-19 voltou a crescer nos países latino-americanos, registrando aumento de 13,9% nas infecções na última semana. Em decorrência do cenário, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) fez um alerta, nesta terça-feira (5), sobre o sistema de saúde pública e o risco dos efeitos prolongados da doença.

Segundo a diretora da agência, Carissa Etienne, os países latino-americanos, bem como os caribenhos, precisam estar preparados para responder aos efeitos da chamada covid longa. Ela explica que, em média, de 10% a 20% das pessoas que foram infectadas com o vírus estão sentindo cansaço, falta de ar e problemas mentais.  

O alerta é maior para as pessoas que estão mais expostas a desenvolver sintomas graves da doença, como fumantes e não vacinados. Para Carissa, as máscaras e o distanciamento social continuam sendo primordiais para evitar a contaminação, bem como a vacinação continua sendo vital para impedir as consequências da covid. 

Em toda a região das Américas, os casos de SARS-CoV-2 seguem aumentando com mais de 1,3 milhão de novas infecções e 4.158 mortes. Na América do Norte, por exemplo, o crescimento de infecções foi de 7,7% nos Estados Unidos e México, enquanto a América do Sul registrou alta de 24,6%.

Informações de SBT News