Aluguel compromete mais de 30% da renda dos brasileiros, diz pesquisa

Um levantamento do Quinto Andar, em parceria com o Datafolha, mostrou que o gasto com aluguel compromete mais de 30% do orçamento das famílias brasileiras. Segundo os dados, divulgados nesta quinta-feira (9), o valor médio da locação de imóveis chega a R$ 686, mas pode atingir valores muito maiores dependendo da região.

No geral, os preços mais caros cobrados mensalmente por uma casa ou apartamento estão em cidades do Sudeste, que somam uma média de R$ 824, valor que compromete 34% da renda familiar. Em seguida, estão as cidades do Sul, com R$ 791 (33% da renda), do Centro-Oeste, R$ 640 (30% da renda), Norte, R$ 579 (29% da renda), e Nordeste, R$ 40 (27% da renda).

O levantamento também aponta que o método mais utilizado na hora de buscar um novo lar é por meio de plaquinhas de rua (48%), enquanto imobiliárias tradicionais, busca por sites e aplicativos aparecem em segundo lugar (41%). Para conseguir alugar, a maioria dos 3.168 brasileiros entrevistados (57%) afirmou que opta pelo depósito caução.

Já em relação ao financiamento imobiliário, o custo compromete 27% da renda familiar no país, com média de R$ 715 por parcela. No Sudeste, por exemplo, o valor chega a R$ 867, demandando 28% do orçamento. No Norte, a média da parcela chega a R$ 802 (39% da renda), no Sul, R$ 770 (28% da renda), no Nordeste, R$ 462 (19% da renda) e no Centro-Oeste, R$ 458 (31% da renda).

Apesar do sonho da casa própria atingir boa parte da população, apenas uma pequena parcela possui condições financeiras de efetuar a compra. Mais da metade (57%) dos entrevistados que pretendem mudar de casa nos próximos dois anos afirmaram querem comprar um imóvel, mas só 45% dizeram ter planejamento financeiro para isso, a maioria das classes (58%) A e B.

Informações de SBT News