Amazon e Apple abrem mão de cobrar extra por streaming de música de alta qualidade

(Reuters) – Amazon e Apple permitirão que os usuários transmitam áudio de alta qualidade sem nenhum custo extra, enquanto exploram novas maneiras de manter os assinantes sintonizados em seus serviços em meio à intensa competição.

A Amazon Music, que até agora cobrava um prêmio pela transmissão de áudio de qualidade maior, se tornou o primeiro grande serviço de música na segunda-feira a atualizar seus assinantes para o formato.

A decisão envolve o formato chamado “lossless”, de qualidade superior e que preserva todos os detalhes do arquivo de áudio original sem comprimir a qualidade durante a transmissão.

O serviço de streaming Tidal, do rapper americano Jay-Z, foi um dos primeiros a lançar a tecnologia, cobrando 19,99 dólares por mês.

Já o serviço “lossless” da Amazon Music Unlimited custará 9,99 dólares por mês. Separadamente, a Apple disse que os assinantes poderão ouvir todo o seu catálogo de mais de 75 milhões de músicas no próximo mês no formato lossless, sem custo adicional.