Aposentado que atirou e matou cadela se apresenta à polícia

O aposentado que atirou e matou uma cadela em uma rua de Pilar do Sul, interior de São Paulo, se apresentou à polícia e prestou depoimento. 

O homem, um atirador esportivo, afirmou que estava a caminho de um estande de tiro. Imagens de câmeras de monitoramento da rua mostram o cão tentando avançar sobre o homem quando os disparos são efetuados. Testemunhas depuseram a favor do atirador.  

A cadela é uma american bully, derivada da raça pitbull. Após a cachorra ser atingida, um outro cão de rua se aproximou e ficou do lado dela. De acordo com o tutor, o portão ficou aberto enquanto chegava do supermercado, guardando as compras. Um vizinho avisou que o animal escapou.  

Outros moradores conheciam a cadela, considerando-a dócil. A preocupação do tutor era que outro cachorro ameaçasse a cachorra da família. O atirador foi ao hospital confirmando que foi ele quem efetuou os disparos e pediu desculpas. 

O caso será investigado, já que o aposentado, mesmo sendo atirador esportivo, não poderia portar arma e sacar o item em via pública. 

Informações de SBT News