Barco utilizado por Bruno Pereira e Dom Phillips não é encontrado

A Polícia Federal (PF) informou na noite desta quinta-feira (16) que a embarcação utilizada por Bruno Pereira e Dom Phillips não foi encontrada. As buscas foram concentradas no local apontado por Amarildo da Costa Oliveira, conhecido “Pelado”, um dos suspeitos presos pela morte do indigenista brasileiro e do jornalista inglês.

Já as amostras coletadas no barco do suspeito tiveram perfil genético traçado, e pertencem a um homem. O Instituto Nacional de Criminalística já excluiu a possibilidade de o vestígio ser de Dom Phillips. O resultado da comparação com o perfil genético foi inconclusivo, exigindo a realização de exames complementares.

Sobre as vísceras em rio, compatíveis com origem humana, a PF informou que não foi detectado DNA humano. Isso pode acontecer por degradação do DNA autossômico ou à origem não humana da amostra, de acordo com os peritos.

O processo de identificação dos restos humanos coletados na quarta-feira (15) terá início nesta sexta-feira (17), em Brasília, e deve ser concluído na próxima semana.

Informações de SBT News