Biden visita parentes das vítimas do massacre em escola

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, visitou no domingo (29), Uvalde, cidade onde um ataque deixou 21 pessoas mortas, incluindo 19 crianças, no Texas. Acompanhado pela primeira-dama, Jill Biden, ele participou de uma missa com parentes das vítimas e prometeu “tomar ações” para impedir novos tiroteios em massa no país. 

Durante a visita, que durou sete horas, o presidente norte-americo também esteve no memorial com 21 cruzes colocado em frente à escola Robb Elementary. Biden também foi alvo de protestos. Na saída da cerimônia religiosa, ao menos cem manifestantes o abordaram sob gritos de “faça alguma coisa”. “Nós vamos”, respondeu.

O presidente não concedeu entrevistas, mas se manifestou horas depois pelo Twitter. Ele lamentou o massacre e afirmou que está com o povo de Uvalde. “Estamos comprometidos em transformar essa dor em ação”, escreveu. 

A visita a Uvalde foi a segunda viagem de Biden em poucas semanas para consolar uma comunidade vítima de tiroteio em massa. Ele viajou para Buffalo, Nova York, em 17 de maio, para se encontrar com as famílias das vítimas e condenar a supremacia branca depois que um atirador que defendia a “teoria da substituição” racista matou 10 negros em um supermercado.

Informações de SBT News