Bolsonaro sinaliza possibilidade de trocar presidente da Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta quarta-feira (17), que há a possibilidade de trocar o atual presidente da Petrobras. A declaração foi dada em entrevista ao Jornal do Dia, da TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte. 

“Existe essa possibilidade. Todo mundo no governo, ministros, secretários, diretores de empresas e estatais podem ser substituídos se um dia fizerem um trabalho a contento. Então não quer dizer que vai ser trocado ou não, eu só não posso trocar o vice-presidente da República, o resto todo mundo pode ser trocado, obviamente por motivo de produtividade e falha ou omissão no respectivo serviço”, afirmou. 

O chefe do Executivo criticou a atual gestão da estatal, do general Joaquim Silva e Luna, por causa da alta nos preços dos combustíveis. “É impagável o preço dos combustíveis no Brasil e a Petrobras lamentavelmente não colabora com nada, muita gente me critica como se eu tivesse poder sobre a Petrobras. Não tenho. Para mim é uma empresa que deve ser privatizada hoje”, disse Bolsonaro. 

Na semana passada, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, notificou a Petrobras e a empresa de energia Acelen para que expliquem os aumentos de 18,8% e 24,9% nos preços da gasolina e do diesel, respectivamente.

Na terça-feira (15), Bolsonaro disse que há uma indicação da queda do preço do barril de petróleo internacional e que, com isso, ele “espera que a Petrobras acompanhe”. Em um breve discurso, Bolsonaro foi irônico ao referir-se à empresa, criticando o fato de ela não ter esperado para anunciar o reajuste no preço dos combustíveis, sobre os quais o presidente alegou não ter nenhuma responsabilidade.

Informações de SBT News