Brasil faz “busca incansável” por jornalista e indigenista, diz Bolsonaro na Cúpula das Américas

O presidente Jair Bolsonaro usou seu discurso na Cúpula das Américas, nesta sexta-feira, para prestar contas do que o Brasil está fazendo nas buscas pelo jornalista britânico Dom Philips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira, que estão desaparecidos na floresta amazônica.

De acordo com o presidente, desde que o governo foi informado do desaparecimento de ambos no Vale do Javari, em região isolada na Amazônia, a Polícia Federal e as Forças Armadas estão fazendo “buscas incansáveis”.

“Desde o último domingo, tivemos a informação que dois cidadãos, um britânico, Dom Phillips, e o brasileiro Bruno Araújo, desapareceram na região do Vale do Javari. Naquele mesmo domingo, as nossas Forças Armadas e a Polícia Federal têm se destacado na busca incansável… Pedimos a Deus que sejam encontrados com vida”, afirmou.

Apesar de o tema não ter sido tratado entre Bolsonaro e o presidente norte-americano, Joe Biden, na reunião bilateral que tiveram na quinta-feira, o assunto esteve presente na comitiva brasileira em Los Angeles.

No mesmo dia, o ministro da Justiça, Anderson Torres, teve um encontro com a diplomata britânica Vick Ford para tratar especificamente do caso. Além disso, o assessor especial da Casa Branca para o clima, John Kerry, também levantou o assunto em uma reunião pré-marcada para tratar da Amazônia.

Ambos pediram todo esforço do Brasil para encontrar o jornalista e o indigenista. Segundo Torres, a resposta apresentada foi de que o Brasil irá esgotar todas as possibilidades.