‘Reforma tributária é nossa vacina econômica’: confira destaques da sabatina de Simone Tebet com Ratinho; vídeo

O apresentador Carlos Massa, o Ratinho, começou na terça-feira (13) passada a série de sabatinas com os presidenciáveis, no quadro “Candidatos com Ratinho”, transmitido no SBT.

O primeiro convidado foi Jair Bolsonaro (PL). Na segunda-feira (19), Ciro Gomes (PDT) foi sabatinado.

As sabatinas, que devem terminar nesta semana, começam às 20 horas, são ao vivo e têm duração de 30 minutos ininterruptos.

A convidada desta terça-feira (20) é a candidata Simone Tebet (MDB).

Confira os destaques da sabatina:

Por que Simone quer ser presidente?

Simone disse que quer ser presidente porque é mãe, mulher e ama o Brasil. Está preocupada com a fome e com a situação atual do país e acredita que a polarização política não irá resolver os problemas da população. “Quero dar dignidade para cada trabalhador brasileiro”.

Quanto à falta de suporte de alguns integrantes do partido, Simone disse que essas pessoas não estavam, de fato, em conjunto com o MDB.

Simone afirmou que o objetivo de sua candidatura é promover a união dos brasileiros, melhorando, principalmente, a economia e a educação.

Agenda social

A candidata falou que se for eleita, a primeira preocupação é a agenda social, com o objetivo de resolver dois problemas: fome e educação.

Simone acredita que tudo faça parte de um conjunto, ou seja, os jovens precisam ser qualificados para poderem fazer parte do mercado de trabalho e terem condições financeiras. Dessa forma, ela quer disponibilizar cursos profissionalizantes aos estudantes.

“Só uma coisa vai resolver o problema do Brasil: educação de qualidade. Essa é prioridade absoluta”.

Ela alegou que é necessário fazer a qualificação dos jovens na escola. Por isso, está criando um programa chamado Poupança Jovem, onde vai garantir o período integral dos estudantes nos colégios e, no terceiro ano, cada aluno receberá R$ 5 mil da União.

Respeito

Ratinho perguntou sobre a desvalorização dos professores no país. Em resposta, Simone disse que enxerga que há uma desvalorização e falta de respeito em todas as esferas sociais. Ela citou a relação de familiares como exemplo.

Para ela, o Brasil precisa ser reconstruído para que o respeito volte para as vivências de dentro de casa e também nas relações sociais.

Previdência

Simone citou como preocupação a quantidade de trabalhadores informais que existem no país. Por isso, ela defende a redução do INSS para as empresas que contratarem profissionais com carteira assinada e com a garantia dos direitos trabalhistas.

Com a redução, ela crê que os donos de empresas terão um incentivo para contratar funcionários legais.

Meio Ambiente

“Vamos fazer dinheiro com a floresta em pé”. Simone disse que é a favor do agronegócio, mas que defende a preservação do meio ambiente e não irá aceitar o desmatamento da Amazônia.

Para ela, é possível arrecadar dinheiro com a preservação da floresta. “Cuidar do meio ambiente é também colocar comida mais barata na mesa do trabalhador”, afirmou.

Imagem do Brasil

A candidata falou que o Brasil não está com imagem favorável no exterior. Simone acredita que falas polêmicas do Bolsonaro ajudam a causar danos à imagem do país e, consequentemente, trazem problemas para a economia.

Reforma tributária

Se eleita, em seis meses pretende fazer a reforma tributária. Simone acredita que terá o apoio dos estados para garantir a reforma, que tem o objetivo de diminuir os impostos. Dessa maneira, a candidata afirmou que pessoas com menos condições financeiras pagariam menos por itens como cesta básica.

Para ela, a intenção é tributar o produto no destino e não na origem. “A reforma tributária é nossa vacina econômica”.

A mulher

Com uma chapa inteira feminina, Simone falou sobre projetos voltados às mulheres. Ela contou que se ganhar tem o objetivo de aprovar no primeiro mês de governo uma lei que solicita que homens e mulheres recebam o mesmo salário, pois as mulheres podem ganhar até 20% menos que os homens para desempenhar a mesma função.

Segurança

Simone acredita que a criação de um novo ministério, específico para a segurança, é a solução para resolver problemas como o tráfico de drogas e crimes nas fronteiras. A candidata disse que investir em monitoramento e cidades inteligentes também são soluções para diminuir a criminalidade.

Ministério da Cultura

A candidata afirmou que é importante criar o Ministério da Cultura. Simone citou a Lei Rouanet como fundamental, mas falou sobre organizar e impor regras ao projeto. “É preciso levar a arte, porque arte é vida, é cultura”.

Economia

Na pauta de economia, Simone revelou que é a favor de tributar pessoas mais ricas.

A candidata também alegou que um governo de centro é capaz de fazer o dólar cair, baixando os preços dos alimentos, da gasolina e de outros itens.

Reeleição

Ratinho perguntou qual é a opinião de Simone sobre reeleição. Ela revelou que é contra a reeleição ao cargo de presidente. Ela ainda disse que, se for eleita, irá no cartório registrar que não será candidata ao segundo mandato.

Confira a íntegra da sabatina