Jornalista esfaqueado no DF é extubado e está consciente

O repórter Gabriel Luiz, da TV Globo, passou por novos exames neste sábado (16) e foi extubado. Segundo a família, ele está consciente, lúcido e conversando. No entanto, o quadro ainda exige cuidados e não há previsão de alta.

Gabriel foi atacado com dez facadas na noite da quinta-feira (14), no Sudoeste, região central de Brasília. A polícia chegou a dois suspeitos pelo crime.

Um deles, José Felipe Leite Tugnolli, de 19 anos, foi transferido neste sábado para o Departamento de Polícia Especializada. Quando foi detido, segundo os investigadores, ele estava com 500 euros e tinha planos de fugir.

O outro suspeito tem 17 anos e foi levado para a Delegacia da Criança e do Adolescente. Na noite do crime, o menor procurou ajuda para tratar um ferimento a faca. Alegou ter sido vítima de um roubo na mesma região onde Gabriel tinha sido atacado. Mas, confrontado na delegacia com as imagens das câmeras de segurança, o menor confessou a participação no ataque e contou que imobilizou o jornalista e que José Felipe teria desferido os golpes de faca.

A polícia descartou relação do crime com a atividade profissional de Gabriel, que é repórter investigativo. Para o delegado Petter Ranquetat, houve uma tentativa de latrocínio – assalto seguido de morte.

“Houve a subtração da carteira que havia valores em reais, muito provavelmente R$250, que teriam sido subtraídos pelos autores, descartando assim as outras linhas de investigação que também apareceram ao longo do dia”, informou. Segundo ele, os dois rapazes disseram que não conheciam Gabriel.

Informações do SBT News.