Brasil registra primeira morte provocada pela varíola dos macacos

O Ministério da Saúde confirmou nesta sexta-feira (29) a primeira morte provocada pela varíola dos macacos no Brasil. O paciente era um homem com imunidade baixa que morava em Uberlândia (MG).

Na atualização desta quinta-feira (28), o Ministério tinha revelado que o país somava 978 casos da doença. Somente no Paraná, são 21 casos confirmados, todos registrados em Curitiba. Vinte pacientes são homens e apenas uma mulher contraiu a doença.

Há outros 26 casos em investigação nos municípios de Carlópolis (1), Cascavel (1), Colombo (1), Curitiba (19), Jaguapitã (1), Loanda (1), Maringá (1) e Nova Esperança (1).

Sobre a varíola dos macacos

Causada por um vírus, os sinais e sintomas da doença podem durar entre duas e quatro semanas.

A transmissão ocorre principalmente pelo contato pessoal e direto com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas contaminadas ou objetos infectados.

A transmissão por meio de gotículas requer contato mais próximo entre o paciente infectado e outras pessoas, por isso, trabalhadores da saúde, membros da família, parceiros e parceiras têm maior risco de contaminação.