Mulher que atropelou ator mirim é indiciada por homicídio culposo

A polícia indiciou, por lesão corporal culposa e homicídio culposo, a motorista que atropelou o ator mirim, Gustavo Corasini, de 12 anos, na cidade de São Paulo.

O artista está internado, fora de perigo. Segundo o último relatório médico, o garoto já conseguiu se alimentar com frutas, mas está muito abalado pela morte do melhor amigo, Eduardo, que também foi atingido no acidente.

Gustavo quebrou a perna, o braço e a bacia. ele foi encaminhado ao hospital Santa Marcelina do Itaim Paulista, onde passou por cirurgia e permanece internado. Eduardo também foi levado para a mesma unidade de saúde, mas não resistiu.

“Quando eu entro na rua, encontro aquela multidão, Corpo de Bombeiros, perguntei pro vizinho o que tinha acontecido. Ele falou: ‘o menino bonito que está ali debaixo’. Na curiosidade, eu ia embora pra casa, que estava cansada, não tinha almoçado, eu não estava bem também, mas eu fui olhar assim entre três pessoas, e dei de cara com o pé do meu filho”, conta a mãe da vítima, Francisca Márcia Souza.

O pai de Eduardo chegou a conversar com a vizinha que atropelou os garotos na delegacia, e disse que a mulher pediu perdão.

“Eu falei pra ela, está perdoada, porque eu estou carregando o fardo de perder meu filho, e ela de ter matado uma criança, por mais que ela não seja culpada, ela estava tentando salvar outra vida e tirou uma vida também”, afirmou Alan César Delfino.

A filha da motorista contou que a mãe está muito abalada. “Ela não para de se culpar, de lamentar, ela passa o dia chorando. A gente não sabe o que fazer, a gente lamenta a perda dessa mãe, lamenta muito”, diz Jaiane Lima.

Eduardo foi sepultado nesta quinta-feira (25), em um cemitério de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo.

Informações de SBT News