PF já identificou oito envolvidos nas mortes de Dom e Bruno

Além dos três homens presos, mais pessoas devem ter tido participação nos assassinatos do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira. Em nota divulgada na tarde deste domingo (19), a Polícia Federal (PF) afirma que outros cinco suspeitos foram identificados.

No comunicado enviado à imprensa, a PF não fornece detalhe de quem seriam os demais envolvidos no crime. A corporação alega, apenas, que o grupo deve ter “participado da ocultação dos cadáveres”. Os nomes dos suspeitos não foram revelados, ao menos por ora. Jeferson da Silva Lima (“Pelado da Dinha”) e os irmãos Oseney da Costa de Oliveira (“Dos Santos”) e Amarildo da Costa de Oliveira (“Pelado”) já estão presos.

A PF, contudo, sinaliza que os cinco novos suspeitos do caso ainda não foram detidos. Mesmo diante da revelação da provável participação de mais pessoas no crime, que ganhou repercussão internacional, a Polícia Federal afirma que a apuração sobre os assassinatos do jornalista e do indigenista seguirá ativa.

“As investigações continuam no sentido de esclarecer todas as circunstâncias, os motivos e os envolvidos no caso”, informa a PF. Anteriormente, a corporação havia descartado a presença de mandantes do crime. Postura essa que deixou em alerta delegados experientes, conforme mostrou o SBT News. “É uma pressa desnecessária”, disse um delegado à reportagem.

Informações do SBT News.