PF vai investigar declaração de Bolsonaro associando vacinas à Aids

A Polícia Federal encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta (2) a portaria que abre inquérito de apuração de declarações do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante uma transmissão, ao vivo, pela internet, no dia 21 de outubro de 2021.

Na ocasião, Bolsonaro associou “a ocorrência de Aids em vacinados contra a covid-19”. E também disse que “as vítimas da Gripe Espanhola morreram por infecções causadas pelo uso de máscaras”.

“Em ambas as asserções, o chefe do Executivo Federal teria divulgado textos inverídicos, os quais fariam parte de um contexto mais amplo de sucessivas e reiteradas manifestações criminosas, e estariam espalhando notórias fake news e criando obstáculos ao enfrentamento da pandemia”, diz trecho da portaria da Polícia Federal com data de 23 de fevereiro.

Clique aqui para ler mais no SBT News, parceiro do Massa News.