Tempestade de meteoros poderá ser vista no Brasil na madrugada desta terça

Astrônomos, pesquisadores e entusiastas do mundo todo se preparam para acompanhar a tempestade de meteoros denominada Tau Herculídeas, que está prevista para ocorrer na madrugada desta terça (31). No Brasil, uma fração das máximas atividades do fenômeno poderá ser observada. As informações são da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon).

De acordo com a instituição, uma tempestade desse tipo é ” uma chuva de meteoros incomum, que apresenta um surto tão intenso, que é capaz de produzir milhares de meteoros por hora”. “Geralmente, são provocadas por densas nuvens de partículas ejetadas durante uma fragmentação de um cometa ou asteroide. No caso da Tau Herculídeas, esse objeto é o Cometa 73P/Schwassmann-Wachmann, que se fragmentou em 1995, deixando dezenas de fragmentos maiores e uma densa trilha de partículas em sua órbita”, completa. A madrugada desta terça deverá ser a primeira que a Terra irá atravessá-las.

O ápice de intensidade da chuva está previsto para por volta de 2h05, no Horário de Brasília, quando o radiante — ponto do céu de onde os meteoros parecem ter origem — estará próximo do horizonte, no Brasil. Isso, diz a Bramon, deve tornar difícil a visualização dos meteoros. As melhores regiões para vê-los, no território nacional, são o norte e o centro-oeste, onde a intensidade da chuva pode chegar entre 30% e 50% das máximas atividades previstas. “Para as outras regiões do país, entre 10 a 30%. Parece pouco, mas caso se confirmem os melhores cenários, isso pode significar dezenas de milhares de meteoros por hora”, acrescenta a Bramon.

No planeta, os melhores locais para observar a tempestade são a América Central e os Estados Unidos. Neles, em condições ideais, a taxa horária pode alcançar 100 mil meteoros. Desligar as fontes de luz que estiverem próximas do observador, ir a locais escuros, longe de grandes centros urbanos e se posicionar em uma área que forneça boa visão do céu são algumas dicas para facilitar a visualização da Tau Herculídeas.

Ainda segundo a Bramon, o surto principal dela deverá durar por um período curto de tempo. Deverá ser possível ver os meteoros também à 00h11 de 31 de maio. Neste momento, a Terra atravessará as trilhas de partículas deixadas pelo Cometa 73P/Schwassmann-Wachmann em 1892 e 1941. Já no surto de por volta de 2h05, o planeta atingirá a trilha deixada em 1995. Como os horários são apenas previsões, a recomendação é observar o céu de 23h (Horário de Brasília) desta segunda (30), até às 3h de 3ª feira (31).

A Bramon fará uma live, a partir das 23h, “com câmeras especiais mostrando ao vivo a atividade de meteoros e com comentários dos especialistas da rede”.

Com informações do portal SBT News.