Buscas por avião que desapareceu com brasileiros na Argentina são encerradas

A Empresa Argentina de Navegação Aérea (EANA) encerrou as buscas pelo avião com três brasileiros que desapareceu na Argentina na última quarta-feira (6). Em comunicado, a empresa informou que desmontou a força-tarefa após o sexto dia de buscas “sem nenhum sinal” da aeronave e seus ocupantes. 

Estavam a bordo o empresário Toninho Ramos, o advogado Mario Pinho e o médico Gian Carlo Nercolini. Todos catarinenses. Eles decolaram de El Calafate com destino a Trelew, no Sudeste Argentino, no entanto, o último registro de comunicação do monomotor ocorreu na Bahía Bustamante. Um dia após o desaparecimento, equipes de buscas localizaram um sinal de emergência emitido pela aeronave que desapareceu, mas possíveis destroços não foram localizados. Segundo informações reveladas por familiares de Mario Pinho ao repórter Renato Becker, da SCC 10, afiliada do SBT em Santa Catarina, as autoridades trabalhavam com duas possibilidades: a primeira de que a tempestade que atingiu a região, nos últimos dias, tenha impedido a localização da frequência do sinal de emergência; e a segunda de que o alarme tenha sido acionado manualmente, o que reforçou a possibilidade de sobreviventes.

No entanto, na segunda-feira (11), a empresa anunciou o fim das buscas. A operação contou com o auxílio das forças argentinas, mas foi suspensa após o sexto dia de buscas. “A operação coordenada pela Empresa Argentina de Navegação Aérea contou com o auxílio de forças necessárias para fazer buscas no ceú, terra e mar. Integraram a operação, a Força Aérea Argentina, Marinha Argentina, Exército Argentino, Prefeitura Naval Argentina, Defesa Civil da província de Chubut e Aeroclube Comodora Rivadavia”, informou o comunicado.

Informações de SBT News