Censo 2022: IBGE começa a treinar 180 mil recenseadores

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) começou a treinar 180 mil pessoas contratadas para realizar o Censo 2022. A pesquisa, que mapeia o perfil da população brasileira, será realizada a partir de agosto em todo o país.

Sheila estava desempregada até ser chamada pelo IBGE para trabalhar como recenseadora. Agora, ela se prepara visitar milhares de casas e coletar informações. “Já faz 3 anos sem carteira assinada. Surgiu a oportunidade de entrar no IBGE, e eu me escrevi. Além de ser um aprendizado na questão de a gente saber mais sobre o censo, que a gente só ouve falar”, conta a esteticista Sheila de Araújo.

Antes do treinamento presencial, os agentes também passaram por um curso online. “A gente não imagina que tem essa complexidade para você poder trabalhar, para contribuir com as informações, para que o censo seja preciso, para futuramente colher as informações necessárias para cada região”, observa a psicopedagoga Sônia da Silva, que também irá trabalhar no levantamento deste ano.

Por lei, o censo demográfico deve ser feito a cada dez anos. O último foi em 2010. A pesquisa deveria ter sido atualizada em 2020, mas foi cancelada pela pandemia e adiada para o ano seguinte. Só que, em 2021, um corte no orçamento do IBGE inviabilizou a realização das visitas. Foi o Supremo Tribunal Federal que determinou que o censo seja feito em 2022.

A coordenadora regional do Censo 2022, Regina Pulzi,  explica a importância da pesquisa. “O impacto é grande, a gente vê agora, principalmente, para políticas públicas, você saber quantas pessoas, qual o sexo, onde elas moram, como elas vivem, isso é importante para você poder fazer esses planejamentos, para poder melhorar a situação das pessoas”, ela argumenta.

Informações de SBT News