China expande busca em área de acidente aéreo à procura de segunda caixa-preta

WUZHOU, China (Reuters) – Equipes de resgate expandiram nesta sexta-feira a área de busca do acidente com um avião da China Eastern Airlines, na tentativa de encontrar a segunda das duas caixas-pretas da aeronave.

O voo MU5735 saiu da cidade de Kunming, no sudoeste, para Guangzhou, na costa, na segunda-feira, quando o Boeing 737-800 despencou da altitude de cruzeiro no momento em que deveria iniciar a descida para seu destino.

Restos humanos e pertences pessoais das 132 pessoas a bordo foram encontrados, mas nenhum sobrevivente, e os destroços do acidente foram espalhados por uma ampla área das encostas densamente florestadas na região chinesa de Guangxi.

Foi o primeiro grande desastre aéreo na China em 12 anos e, embora a causa do incidente permaneça desconhecida, levou o governo a reforçar as verificações de segurança na aviação e em outros setores.

“A área de busca agora foi expandida para 200.000 metros quadrados”, disse Lao Gaojin, autoridade do governo local, em entrevista coletiva, acrescentando que 2.248 moradores locais se juntaram aos esforços de busca e resgate nesta sexta-feira.

A outra caixa-preta –o gravador de voz do cockpit– foi encontrada na quarta-feira e enviada a Pequim para ser examinada por especialistas.