Como estudar atualidades para o Enem, vestibulares e concursos

A melhor forma de estudar atualidades para o Enem é pesquisar notícias recentes relacionadas não só ao Brasil, mas também ao mundo. Os avaliadores que organizam as provas de concurso se baseiam nesses acontecimentos para avaliar os candidatos.

Segundo Vinícius Oliveira, mais conhecido como Profinho, é importante pesquisar o fato noticiado em vários sites diferentes e sempre fazer juízo de valor da notícia. Além disso, existem sites “fact-cheking”, que são veículos da imprensa destinados a separar a verdade da mentira.

“Os temas mais comuns são aqueles intimamente relacionados a áreas do conhecimento. Por exemplo, as queimadas que afetam as florestas estão relacionadas ao equilíbrio ambiental, manutenção dos biomas e do ecossistema. Esses assuntos são importantes temas da biologia e, a partir deles, o avaliador consegue aferir as competências e habilidades dos candidatos”, destaca o professor.

Conflitos bélicos mundiais, como Rússia X Ucrânia, Crise dos refugiados, Queimadas nas florestas brasileiras, Crise sanitária e pandemia, Crise econômica e desemprego e Aquecimento global, são alguns possíveis temas que podem cair na prova.

Para não se esquecer dos assuntos, tenha um caderno destinado apenas ao estudo das atualidades. Dê um título ao fato, coloque a data do acontecimento, seu contexto, suas consequências e outros detalhes que considerar importantes.

Uma boa pesquisa sobre atualidade passa por 3 passos:

1. Acesse diariamente sites de notícia

2. Pesquise o fato noticiado em outros 3 ou 4 sites de relevância nacional

3. Tenha senso crítico para verificar se a notícia foi manipulada ou modificada.

“Estar bem informado é importante não só para o bom desempenho nas provas, mas também para a formação da consciência enquanto cidadão. Afinal, a informação é a porta de entrada para o diálogo e para a evolução da sociedade”, finaliza Profinho.