Como lidar com Whatsapp e redes sociais e evitar o risco de cancelamento

A especialista de assuntos da internet Aline Bak fala sobre o comportamento ideal na web e como evitar cancelamentos

A cultura de cancelamento é muito observada nas mídias sociais. Em 2020, foi realizada uma pesquisa pela agência de publicidade Mutato que analisou mais de 8 mil comentários em posts da internet, e um dos tópicos observados foi o cancelamento. O resultado foi que 79% dos entrevistados são contra esse tipo de conduta. E para evitar o cancelamento, é necessário manter boas ações no ambiente digital.

“O que a gente vê é um movimento muito expressivo no consumo das mídias e às vezes as pessoas acham que a internet é terra de ninguém e não é, o principal é entender que o que você não vai fazer no mundo real, você não vai fazer no digital”, diz Aline.

Aline Bak enfatiza que o comportamento ideal nas redes sociais é muito voltado a aplicação do bom senso em todas as suas ações, e o uso negativo das mesmas podem resultar em diversas consequências para os usuários. “A gente já observou inúmeros casos de pessoas que tiveram um prejuízo financeiro enorme, influenciadores digitais que se posicionaram de forma inadequada e tiveram o desligamento de diversas marcas. Então, tem que ter muito cuidado com o posicionamento e refletir sobre o que está sendo postado”, alerta a especialista.

Para construir uma boa imagem no uso das redes sociais, Aline Bak destaca 5 dicas para se expor de forma adequada no WhatsApp e outros aplicativos:

  1. Organize de forma estratégica a divulgação das suas publicações: 

Essa dica é muito válida para marcas e para o setor empresarial. É muito importante que os estabelecimentos e empresas criem um plano de comunicação para analisarem de forma estratégica os melhores dias e horários para enviarem aos consumidores ofertas e mensagens de WhatsApp.

“É necessário montar algumas regrinhas para uma marca gerar um valor positivo e não negativo para o cliente, não adianta mandar 20 mensagens de produtos no WhatsApp todo dia, porque isso irrita o comprador e ele acaba não fazendo mais compras na loja. Tem que existir o bom senso, respeitar alguns limites para não ter esse tipo de problema”.

Além disso, outro ponto que também pode gerar desconforto ao consumidor é o envio de todas as publicações realizadas pela loja no inbox dos seguidores, uma postura inadequada e que também pode afastar as pessoas.

  1. Utilize uma comunicação mais clara em suas publicações:

Determinados comentários podem conter duplo sentido em suas interpretações, os quais podem gerar mais polêmicas e promover discussões negativas na comunidade digital. “Quanto mais claro você for, menos ruídos haverá entre você e os outros usuários, como também, para seu público”, completa Aline.

  1. Evite comentários polêmicos:

Aline comenta sobre o impacto da mídia e como evitar entrar em discussões não saudáveis. “Do mesmo jeito que a mídia eleva, ela derruba. Então, antes da gente sair publicando e comentando, hoje em dia existem leis que controlam isso da questão da violência digital. É muito bom evitar se manifestar em assuntos sensíveis: política, futebol, religião, por exemplo. Como também, evitar colocar comentários que possam cair mal. Sempre na hora de escrever podemos refletir se é valido aquele tipo de ação. Temos que deixar o Instagram e outras mídias um ambiente mais saudável e aproveitar o melhor lado desses aplicativos”.

  1. Construa um ambiente digital agradável de escuta ativa:

Em diversas situações, conflitos da internet são gerados pela falta de escuta ativa. “O discurso de ódio não permite que as pessoas ouçam opiniões diferentes das delas. Ter uma escuta ativa resulta em uma melhor compreensão de diversos assuntos e dá oportunidade para debates mais saudáveis”, argumenta Aline. 

  1. Selecionar os comentários que deseja visualizar: 

O Instagram possui diversas funções para promoção de uma rede mais confortável para os usuários do aplicativo. Você pode utilizar o recurso “Mensagem Oculta” que filtra palavras, frases e emojis que simbolizam o discurso do ódio. Essa dica pode ajudar muitas pessoas a não absorverem esse tipo de conteúdo.